Matriculas 2022  |

Há seis dias idosa está desaparecida em trilha com penhascos de até 75 metros em MS

  • Região [Notícias]
  • 14/01/2022 às 15:51hr atualizado 14/01/2022 às 15:55hr

As buscas por Tânia Bonamigo, 62 anos, completam seis dias nesta sexta-feira (14) e o paradeiro da mulher segue desconhecido. Ela desapareceu no domingo (9) enquanto fazia passeio por uma trilha na cachoeira Los Pagos, localizada em São Gabriel do Oeste, a 137 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com informações do 22º Subgrupamento de Bombeiros Militar Independente de São Gabriel do Oeste, uma força-tarefa foi estabelecida para as buscas da idosa. Cães farejadores, drones e até um helicóptero da Polícia Rodoviária Federal (PRF) estão sendo utilizados para tentar localizar Tânia.

A trilha onde a mulher caminhava possui apenas 45 cm de largura e está próxima de penhascos de até 75 m de altura. O major Fábio Pereira, do Corpo de Bombeiros, explica que apesar do local ser bastante turístico, as trilhas possuem larguras bem pequenas.

“Elas são muito estreitas, tem uma largura aproximadamente de 45 cm, ou seja, somente uma pessoa consegue passar e do lado dessa trilha estreita tem um penhasco. Lá embaixo tem pedras perigosas, bem como no caminho tem pedras escorregadias e trechos repletos de possíveis animais peçonhentos, como cobras, e perigosos, como abelhas”, detalha o major.

Ele pontua que apesar dos esforços até o momento não há informações sobre o paradeiro de Tânia. “Nós estamos no sexto dia de buscas. As equipes estão no terreno e as buscas continuam. Até o momento nada foi encontrado. Estamos eliminando quadrantes da possível área em que a vítima possa estar. Hoje, continuamos com o apoio do helicóptero da Polícia Rodoviária Federal”, pontua o major.Segundo Pereira, uma equipe especializada do Corpo de Bombeiros vai descer de rapel em penhascos e barrancos em busca de pistas da mulher desaparecida. “Foram identificados pela equipe de planejamento, quatro pontos para que o pessoal desça de rapel e vá vasculhando e verificando a possibilidade de encontrar a vítima desaparecida”, pontua.


Passeio em cachoeira

De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar, Tânia teria ido fazer uma trilha com parentes em uma cachoeira. Em dado momento, a vítima se separou do grupo e acabou se perdendo na mata.

Ninguém soube informar se ela chegou a entrar na cachoeira, que tem 70 metros de queda.



  • Fonte: G1 MS

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Dengue - Câmara de Anastácio |